domingo, 22 de novembro de 2009

Será o fim?

Eu não ia postar no blog hoje, mas achei que seria uma falta de respeito com o Fred que participou da campanha relâmpago que coloquei no Twitter e comentou o post anterior. O prêmio dele era escolher a foto, mas como ele não me enviou, vou postar essa daqui mesmo que foi uma das melhores que achei de Xangai, a nova cidade dele e da Jê. Também por uma questão de teste pra ver se eles lêem o meu blog por lá. Além disso tudo por terem me liberado da obrigação de dar uma facada num cara que enfim mandou os DVD's.

Confesso que o Reury conseguiu desanimar meus comentaristas com a campanha dele e como eles é que me davam motivos para continuar escrevendo, estou desisitindo de escrever aqui por um tempo, até que as coisas melhorem. Até no twitter (o microblog) estou desanimado de escrever. Espero que minha terapeuta lá da China não fale que estou querendo aparecer.

Por fim, não podia faltar nesse post, o podcast da ULT que homenageia Jorge Rehder e que foi citado no post passado (ouçam):


Abraços a todos e até mais!

9 comentários:

Kaabah disse...

Esquenta não maza... estamos ae pra comentar! uhuhahuaauhauhauha...

Ivny disse...

Noooosssa Mazinho,
Não se vá!!!!!!!

PLease!!!!!!

Filepi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mari-mar disse...

q isso Mazinho (tava querendo confete? hehehe), tamo ai... passo aqui sempre, se parar será um desrespeito aos seus leitores fiéis!

hehehe
bjo

Reury disse...

Ok, ok... me perdoe pela campanha. Podem voltar a comentar pessoal!!! Mas ainda não descobri o apelido de infância do Mazinho.... Abração!

Alberto Vieira disse...

To por aki!

Não sumi!

Fred Prado disse...

poxa mazinho, não se vá! Estamos aqui.. nao desista da gente!

verinha disse...

Mazinho estou olhando todo dia aqui para ver se teve alguma mudança.
Mas tudo bem, vc vai passar por essa, e vai continuar escrevendo aqui.

bju

Patrícia Pinheiro disse...

Gente, como assim?! Frederico e Je estão morando fora do Brasil?!
Afe... Tenho que visitar mais seu blog, Maz.
Não deixa de escrever, não.
Bjo!